Visita ao Recém Nascido

Visita ao Recém Nascido

27 de outubro de 2018 0 Por ABC Design Brasil

Basta receber a notícia de que mais um bebê nasceu na família ou de algum amigo próximo para todo mundo ter vontade de sair correndo, feito louco para a maternidade. No entanto, às vezes, pelo bem dos pais ou até mesmo da própria criança, é preciso segurar um pouquinho a emoção.

E como é que a gente reage com isso? Listamos 15 situações nos quais você, VISITA não deve fazer ou precisa dobrar a atenção:

1. No hospital ou em casa?

Realizamos uma pesquisa na qual inúmeras mamães mencionaram que preferem receber a visita no hospital pelo fato de ter uma enfermeira com ela para dar uma segurança e apoio, por ter um limite de visitas e tempo de permanência dos mesmos no recipiente.

Em casa, pode ocorrer de, na correria da saída para a maternidade, o pai e a mãe não terem deixado a casa devidamente organizada e com a vinda do bebê, os mesmos estão no processo de adaptação, ocorrendo assim o acanho em receber visitas na casa.


2. 
Carregar ou não o bebê?

Há mães que mencionam não achar legal passar o bebê de colo em colo, pois há pouco tempo em que ele se desprendeu do seu ventre, em hipótese alguma chegue pegando a criança no colo sem pedir permissão dos pais. Peça para a mãe para carregar o bebê e se ela não se sentir confortável, procure há entender.


3. Ligue antes. Sempre!

No processo de adaptação com o bebê em casa, a família pode estar passando por inúmeras fases difíceis, sendo assim, a visita deve ser marcada com antecedência e de acordo com a disponibilidade da família. Não aparecer, em hipótese alguma, de surpresa!


4. Coma antes de chegar e evite ir em horários de refeições

Quando nasce um bebê, a rotina da família se altera de tal forma que fazer uma refeição completa representa quase um milagre, pois a criança é a prioridade agora. Não vá para se alimentar e uma boa alternativa é fazer a visita e levar uma comida pronta para que o casal não pare o que tenham de afazer para preparar uma refeição.


5. Não leve crianças!

Se você tiver outra opção, não leve crianças para visitar ao recém-nascido. Pois, sabemos o quanto criança gosta do contato com outras crianças, e não os levando, a visita pode ser mais tranquila e menos estressante tanto para o bebezinho, quanto para os pais que estão em fase de adaptação.


6. Não vá se estiver doente

Qualquer sinal de indisposição é suficiente para desmarcar uma visita. A criança tem pouco tempo de vida, não possui as vacinas necessárias, sua imunidade é praticamente inexistente, sendo assim o ideal é remarcar a visita pra quando estiver melhor!


7. Não fume e não use perfumes. Higiene reforçada!

Evitar fumar antes de fazer a visita e usar perfumes ou aromas demasiado ativos, pois o bebê é muito sensível e pode adquirir facilmente uma alergia.

A maior parte das mães deixam bem aparente um frasco de álcool-gel para que a visita possa realizar a higienização antes do contato com o bebê. Não ir após o serviço sem tomar um banho antes, pois temos inúmeros contatos durante o dia e o risco de pegar alguma bactéria transmissível para o bebê é muito grande, então todo cuidado é pouco.


8. Visitas rápidas

É importante permanecer apenas o tempo necessário para felicitar os pais e conhecer o bebé. As visitas devem ser curtas, durando em média de 15 a 20 minutos.


9. Não peça para a mãe acordar o bebê

Sono de recém-nascido é sagrado, por fazer parte do seu desenvolvimento e por ser muito saudável dormir nessa fase.


10. Não pegue na mão do bebê, não beije e nem pegue no colo, caso a mãe não queira.

Não beijar o rosto nem as mãos do bebé. Os carinhos devem ser restritos à cabeça, pés ou barriga. Como o sistema imunitário do bebé ainda está em desenvolvimento, está mais suscetível de contrair infeções.


11. Mão na massa

Se você é da família ou tem uma certa proximidade com o casal, lavar uma louça, passar uma vassoura no chão, estender a roupa que está dentro da máquina há um tempão ou até mesmo deixar uma comidinha pronta, são tarefas simples, que se acumulam e que se realizados por alguém de fora, são de grande vália. Temos aqui também, um conteúdo que aborda o preparo da casa para o recém nascido, que pode lhe ser útil!


12. Segure os conselhos e palpites

Tudo o que uma nova mãe não precisa nessa nova fase, é de palpites sem ter sido solicitado. Evite ao máximo frases como “Dá uma mamadeira. Esse bebê deve estar com fome”, “Meus amigos me disseram que quando vem o primeiro, o segundo vem com mais facilidade”, “Coloque ele no berço, se não vai ficar mal acostumado”, “Chorou essa noite? Dê chupeta, que acalma” ou “Deixa ele chorar um pouco. Faz bem para os pulmões!”. Se você será mãe, siga seu instinto e o que acha que é correto para seu bebê, não de ouvidos aos palpites alheios!


13. Não tire fotos, se a mãe não permitir

Antes de fotografar o bebê, perguntar se os pais se sentem confortáveis com isso e se autorizam. O mesmo ato para publicar as fotografias nas redes sociais nem partilhar com terceiros, a não ser que os pais o autorizem expressamente. Os pais autorizando, não usar flash, pois incomoda e não é o correto para o bebê.


14. Hora de amamentar = hora de dar tchau!

A mãe e o bebé precisam de se sentir à vontade, confortáveis e confiantes, pois nesse período há muita dificuldade e os mesmos precisam de um pouco mais de privacidade. Se estiver na hora do bebê mamar, dê espaço e tempo à mamãe para se retirar, respeitando esse momento delicado.

15. Bom senso, sempre!

A maioria das pessoas passam pelo processo da maternidade, e é nesse momento, que todos sentem na pele e refletem cada dica falada acima. É fundamental respeitar o ambiente, convicções e circunstâncias dos pais.

Se você gostou das dicas acima, curta nosso vídeo do Youtube e compartilhe este post com os amigos e familiares para informar como você gostaria que fossem as visitas!

Powered by Rock Convert