Filhos com pouca diferença de idade: como lidar?

Filhos com pouca diferença de idade: como lidar?

24 de abril de 2019 0 Por ABC Design Brasil

Ter filhos é sempre uma alegria, mas as mamães de filhos com pouca diferença de idade não negam, que assim que descobriram que estavam grávidas novamente, o desespero veio à tona. Ter uma gravidez seguida de outra realmente assusta qualquer mamãe.

Mas é um desafio que vale à pena encarar!

Com a dose em dobro, é necessário que a rotina mude novamente e que todos, aos poucos se adequem a ela.

Envolver todos da família em uma nova rotina é o correto para que todos se sintam parte, úteis para todo momento. Tivemos depoimentos de mamães que adaptaram suas rotinas como se já estivessem com o bebê mais novo em casa e fizeram com que o mais velho participasse tanto da organização da casa, quanto dos preparos da vinda do irmão/irmã.

Em uma pesquisa que fizemos para saber mais sobre como lidar com o futuro irmão mais velho, várias mamães nos disseram que os colocam para participar das tarefas de casa, na cozinha, com as roupas, que são atividades normais que devemos executar e com a correria, colocando-os para executá-los ao seu lado, podem participar muito mais do seu dia-a-dia, sem contar o quanto eles se sentem importantes e acolhidos.

A ABC Design pensando em todos esses pontos de aproximação do mais velho com os pais e o bebê mais novo, desenvolveu o carrinho de bebê ZOOM que possibilita o aumento de companheirismo e interação durante os passeios. Não só o carrinho dos bebês, que é um item primordial no enxoval, mas há vários outros itens que podem ajudar a facilitar a convivência.

As mamães de filhos com pouca diferença de idade escutam muitos comentários desagradáveis, como: “agora fecha a fábrica?”, “não tem tv em casa?” ou “agora se tornará a famosa mãe polvo né?”. Há alguns papais que preferem curtir um bebê por vez e outros que gostam da ideia de ter um filho seguido do outro, cada escolha com seu motivo, cada casal com a sua preferência, e não cabe a ninguém julgá-los.

E para os amigos e familiares, antes de pensar em realizar comentários, se ofereça delicadamente para ajudar, se disponibilize como um auxílio para a mãe, nem que seja para uma boa conversa. Ela está com a cabeça atarefada em tudo o que ela precisará modificar em sua rotina. Dar esse suporte, fará com que ela não se desespere antecipadamente.

Toda mãe que já possui um filho se sente em pânico na segunda gravidez, mesmo sendo ela planejada. É um misto de sentimentos que ocorrem e os questionamentos vem à tona: “será que vou dar conta?”, “será que meu bebê mais velho irá aceitar numa boa?”, “como vou dividir meu tempo?”, “se eu der muita atenção agora para meu mais velho ele irá sentir muita falta de mim depois?”. São questões que ficam na cabeça por um bom tempo.

O melhor a se fazer é manter a calma e pensar nos passos a serem tomados e de que maneira isso refletirá no futuro. A convivência só melhora e o cuidado e amor pelo próximo aumenta a cada dia!

Se você passou ou conhece alguém que passa por essa rotina, relate para nós! Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro de todas as nossas novidades e conteúdos novos.