Aprenda como limpar o umbigo do bebê da maneira adequada

Aprenda como limpar o umbigo do bebê da maneira adequada

12 de dezembro de 2018 0 Por ABC Design Brasil

Depois das intensas emoções com o nascimento do pequeno, é praticamente impossível que papais e mamães não se sintam inseguros ao chegar em casa com esse novo serzinho e os cuidados que ele vai exigir nos próximos meses. E um dos primeiros desafios é como limpar o umbigo do bebê.

A verdade é que a tarefa é mais simples do que parece — e mais recheada de mitos do que de verdades. Com um pouco de dedicação, atenção e cuidado, o umbigo do seu filho logo cicatrizará.

Para te ajudar nessa tarefa, separamos algumas informações fundamentais sobre o coto umbilical, as principais dúvidas sobre o tema e fechamos com um passo a passo simples e efetivo para limpar o umbigo do bebê. Você não pode perder!

O que é o coto umbilical?

O coto umbilical nada mais é que um pedacinho do cordão umbilical que ligava o bebê à mãe durante a gestação. Durante a gravidez, ele era responsável pela alimentação do feto e transporte do oxigênio entre mãe e bebê.

Após o parto, esse elo é rompido: o cordão é cortado pelo obstetra, restando apenas um pedacinho de 2 a 3 cm, chamado de coto umbilical, ainda preso ao bebê. Mas não precisa ter medo: não há terminações nervosas nessa região, por isso o bebê não sente dor durante a limpeza.

Para que a cicatrização aconteça, é importante cuidar da higiene da região, garantindo que o coto esteja sempre sequinho e protegido para evitar traumas.

Quais são as principais dúvidas sobre o cuidado com o coto umbilical?

Diante da fragilidade de um bebê, é normal ter dúvidas sobre os cuidados necessários para a cicatrização do umbigo do pequeno. Por isso, separamos algumas das principais dúvidas de mamães e papais sobre o tema. Confira!

Qual o tempo médio para que o coto umbilical caia?

Geralmente, o processo de cicatrização do coto umbilical acontece entre 7 e 15 dias. Em alguns casos, pode ser que esse tempo aumente ou diminua, sem que isso represente qualquer problema à saúde do pequeno.

Também é normal apresentar um pequeno sangramento logo antes da queda do coto.

Como deve ser o aspecto do coto saudável?

Não há como negar que, diante de um ser tão pequeno e frágil, mães e pais de primeira viagem sintam-se angustiados ao ver aquele cordão estranho, gelatinoso e de aspecto azulado preso ao bebê.

Nas primeiras horas de vida, o coto saudável tem textura gelatinosa, mole e uma cor azul-esbranquiçada. Na medida em que o tempo vai passando e o processo de cicatrização evolui, ele se torna escuro e seco.

É preciso proteger o coto de traumas? Como isso deve ser feito?

Entre os cuidados com o coto umbilical está protegê-lo de traumas, para evitar infecções e inflamações.

A principal recomendação é proteger a região dentro da fralda, sem apertá-la no fechamento. Não há necessidade de usar roupinhas específicas durante o processo de cicatrização. Além disso, não há necessidade de evitar nenhuma posição do pequeno no berço ou carrinho.

Fazer um curativo é necessário para cicatrização do coto?

Esse é mais um mito que circula sobre como limpar o umbigo do bebê. Na verdade, não é recomendado fazer curativos no coto umbilical. A área deve ficar exposta ao ar para secar e cair mais rapidamente.

É importante ressaltar que o uso de faixas e moedas não tem comprovação científica, podendo o uso desses artifícios prejudicar a saúde do bebê, como o risco aumentado de infecções, lesões e problemas de pele.

Os únicos cuidados devem ser a higienização e manutenção da área bem seca.

Existem complicações no processo de cicatrização?

A infecção ou inflamação da região pode acontecer. Por isso, é importante que mães e pais mantenham-se atentos às reações do pequeno.

Em caso de febre, redução do apetite, inchaço e vermelhidão da região umbilical, procure orientações médicas, pois pode ser um sinal de problemas na cicatrização.

No mais, a presença de um pouco de pus ou sangue na fralda é normal caso a peça esteja em contato com a região e não representa um sinal vermelho para complicações.

Remédios caseiros funcionam?

O uso de remédios caseiros não é recomendado. Os bebês ainda não apresentam sistema imunológico reforçado, por isso podem ter dificuldades em combater as inflamações e infecções. Portanto, nunca utilize medicamentos nos pequenos sem orientação médica.

Na região umbilical, deve-se usar somente sabonete neutro e antisséptico, como álcool 70%.

Como limpar o umbigo do bebê?

Confira algumas dicas de como limpar o umbigo do bebê, garantindo uma rápida cicatrização da região.

Higienize as mãos antes de começar a limpeza

Antes de mais nada, é fundamental garantir a higienização das mãos para evitar o intercâmbio de bactérias para o recém-nascido, que podem dar origem a infecções e inflamações graves.

Portanto, faça a higienização das mãos com sabonete neutro antes de iniciar a assepsia. Lave punhos e unhas.

Separe todo o material que será usado

É importante separar todo o material necessário para a limpeza e deixá-lo ao alcance das mãos.

Você vai precisar de:

  • hastes flexíveis;
  • algodão;
  • gases;
  • álcool 70%.

Lembre-se de separar, também, os itens para a troca de fralda, como pomadas antiassaduras, lenços e as fraldas em si. Deixar a bolsa do bebê por perto facilita o processo.

Faça a higienização a cada banho e troca de fralda

A higienização deve ser feita pelo menos três vezes ao dia: após o banho e a cada troca de fralda, garantindo que o coto não fique molhado de xixi.

Durante o banho, faça a limpeza usando água e sabão neutro. Faça movimentos suaves e delicados para evitar traumas ou assustar o pequeno.

Nas trocas de fralda, o ideal é fazer a limpeza da região com a ajuda de hastes flexíveis embebidas em álcool 70%. Limpe toda a extensão umbilical, levantando o coto com delicadeza para limpar a base — pele que está em contato com o coto.

Mantenha o umbigo do bebê sempre seco

A cicatrização do coto depende da manutenção da região sempre seca e limpa. Após a limpeza, deixe que o álcool seque naturalmente e não cubra a região.

Dê continuidade aos cuidados mesmo depois da queda do coto

Mesmo após a queda do coto umbilical, é preciso manter a rotina de cuidados com a higiene da região para garantir a cicatrização completa e saudável.

Limpar o umbigo do bebê não é nenhum bicho de sete cabeças, como muitos pais acreditam ser. Os cuidados com a higiene da região do coto umbilical são fundamentais para que ocorra a cicatrização completa. Por isso, esteja sempre atento à limpeza.

Mesmo que seu bebê chore — isso não acontece por dor, mas estranhamento em contato com o álcool, que é gelado — não desista e continue fazendo as limpezas. A saúde do seu pequeno deve sempre ser a prioridade.

Gostou das nossas dicas sobre como limpar o umbigo do bebê? Compartilhe este post em suas redes sociais e ajude outras mamães e papais a ficarem por dentro desses cuidados tão importantes para a saúde do bebê!